Font Size

Menu Style

Cpanel

Semana da Europa (2016)

01De 9 a 13 de maio decorreu a Semana da Europa com a exposição de trabalhos realizados pelos alunos das Turmas A e B, do 7.º ano, na disciplina de Geografia. A cada aluno foi sorteado um dos 28 estados membros da União Europeia, sobre o qual escolhia uma paisagem natural ou humanizada, que localizava e descrevia, com recurso à observação indireta.

Ler Mais ...Semana da Europa (2016)

2.ª Edição do Parlamento Concelhio - Pequenos Grandes Políticos

Diapositivo12.ª Edição do Parlamento Concelhio - Pequenos Grandes Políticos. Na nossa escola, detetámos um problema: As pastilhas elásticas são atiradas para o chão (colando-se, por vezes, nos sapatos) ou colocadas debaixo das mesas das salas de aulas.

 

 

Ler Mais ... 2.ª Edição do Parlamento Concelhio - Pequenos Grandes Políticos

Regulamento das Ollimpíadas da História

olimpiadashistoriaOlimpíadas da História 8º e 9º anos.

 

 

 

 

 

 

Ler Mais ... Regulamento das Ollimpíadas da História

Participação dos alunos de Robótica no Torneio Nacional da FIRST LEGO Legue (FLL)

 MG 1097A FIRST® LEGO® League (FLL) é um programa que foi criado para crianças e jovens dos 9 aos 15 anos com o intuito de lhes despertar interesse pela ciência, engenharia, tecnologia, mate-mática e empreendedorismo, além de ensinar-lhes competências importantes para o seu futuro.

Os valores base da FLL são os elementos que distinguem esta organização de outros progra-mas semelhantes. Os participantes aprendem que a competição amigável e o ganho mútuo não são objetivos que se excluem e que a entreajuda é o grande pilar do trabalho em equipa.

Ler Mais ...Participação dos alunos de Robótica no Torneio Nacional da FIRST LEGO Legue (FLL)

Português – Turma do 7ºB

Compositor-escritorTema: "O que eu gostaria de lhe contar sobre os refugiados...":

 

Falar sobre os refugiados é uma questão complexa.

Trata-se de uma questão complexa, porque há diversas perspetivas sobre os refugiados. Eu mesmo não tenho certeza de como defender esta questão. Por um lado, temos a questão da ajuda, por outro lado há a questão da solidariedade que qualquer ser humano deve prestar a outro ser humano.

Se o meu país fosse assolado por uma guerra e eu quisesse fugir para outro país a fim de ter paz, trabalho, felicidade, ..., eu também gostaria que me dessem abrigo e auxílio. Choca-me ver nas notícias aqueles pais a chorar, as crianças e os animais a sofrer de fome, de frio, de cansaço por não os deixarem atravessar fronteiras. Eu não gostaria de me encontrar na situação deles.

Por outro lado, assusta-me o facto de saber que estes refugiados são muçulmanos, não que eu seja racista por ser católico, mas porque há uma parte deles que tem feito ataques contra católicos.

Se o inverso acontecesse, prestariam eles ajuda aos católicos?

Questiono a razão pela qual outros países muçulmanos e de maior proximidade como o Dubai, Qatar, Arábia Saudita, que são países ricos, não lhes dão auxílio nem lhes abrem fronteiras?

São estas duas questões que me têm feito refletir quanto aos perigos e desvantagens de acolher alguns refugiados.
Bem sei que estas pessoas não têm culpa pela guerra que acontece nos seus países. No entanto, a sua migração para outros países trazem conflitos, como revoltas sociais e manifestações, uma vez que poucos são os governos que resolvem a questão dos sem-abrigo, porém oferecem habitações aos refugiados.

Para concluir, aquilo que eu desejo é que toda a humanidade saiba conviver, isto é, viver em paz e harmonia de modo a que outros problemas desapareçam. Era tão bom que todos nos déssemos bem!

Tomás Pinto Ferreira Torres Faria


O mundo ficou pasmado ao assistir à entrada de milhares de refugiados no território eu-ropeu nos últimos meses.

Homens, mulheres, crianças e recém-nascidos atravessam o mar passando por inúmeros perigos e caminhando por terra, enfrentando fome, sede e cansaço até encon-trarem um local seguro: um país, uma casa e um emprego. Nada os detém!

Vários países tentaram reunir esforços de forma a preparar o melhor possível a passagem dos refugiados. Dar comida, alojamento, transporte e assistência médica é o que têm feito organizações humanitárias na Áustria, na Alemanha e também em Portugal.

Diversas nações contrariam a entrada dos refugiados nos seus territórios, porque consideram que estes podem trazer doenças, insegurança e virem a ocupar inúmeros postos de trabalho, contribuindo para o desemprego de outras pessoas.

Esta questão está longe de ser pacífica!

Um exemplo a reconhecer é o caso que vos vou contar a seguir.

Num deserto, em Zaatari, vários refugiados, com a ajuda de alguns soldados fran-ceses, construíram habitações pobres, onde podem ter algumas condições de vida.

O comércio foi-se desenvolvendo e agora Zaatari é uma cidade estável.

Esta localidade foi criada num espaço de tempo de dois anos, o que é muito rápido.

Os refugiados fizeram com que desaparecessem por volta de sessenta prédios abandonados, usando os materiais dos mesmos para construírem as suas casas.

Como Zaatari é um deserto, há alguma dificuldade e confusão para encher os bal-des com água, que os refugiados retiram de carrinhas com depósitos de água.

Nós devemos ajudar os refugiados nesta luta no direito de terem casa, emprego e paz!!!

Miriam Sousa, 7ºB, nº 20

 


Estou aqui para vos falar de um acontecimento trágico que está a afetar quase todo o mundo: a situação dos refugiados.

 

"-- Mas, afinal, o que é um refugiado?"-pensam vocês.

No fundo, um refugiado é toda a pessoa que por estar a ser perseguida por motivos religiosos, políticos, de raça, de nacionalidade..., é obrigada a deixar o seu país para procurar melhores condições de vida noutros locais diferentes do seu país, deixando para trás tudo aquilo que lhe era importante, como casa, família, ... etc.

Agora que está a questão resolvida, vou dizer-vos um pouco do que milhares de refugiados tentam fazer para sobreviver.

Para além das pessoas já estarem a fugir do seu país de origem, os refugiados ainda têm de se deslocar ilegalmente por via marítima ou terrestre. Neste momento, o modo de deslocação mais utilizado é a via marítima, mas dada a necessidade dos refugiados quererem sair dos conflitos, não olham a meios para tentar sobreviver. No entanto, a deslocação marítima está a tornar-se perigosa devido ao facto de centenas de pessoas já terem perdido a vida por não haver condições: os barcos são frágeis e viajam sobrelotados. É certo que nos lembramos todos daquele menino que deu à costa morto. Não há palavras para descrever tal situação.

Felizmente, alguns conseguem sobreviver à deslocação, mas depois têm de se preocupar com a receção nos outros países.

Alguns países europeus não estão preparados para receber tanta gente de uma só vez. E é a isso que nós assistimos na televisão: refugiados que andam de país em países para tentarem ser aceites, aí se estabelecerem e criarem uma nova vida.

Naturalmente que este processo não é fácil, mas, aos poucos, os refugiados conseguem ter uma nova vida e criar raízes. Então, podem dizer com orgulho:

"— Eu consegui!"

Eduarda Borges


Desde 26 de janeiro de 2011 que a Síria está em guerra civil. Um conflito interno que se iniciou com uma série de protestos populares e progrediu para uma violenta revolta armada, simultaneamente influenciada por outros protestos no mundo árabe.

O causador desta guerra foi Bashar Al-Assad, um ditador que parte do povo queria mandar embora do poder para posteriormente instalar uma nova liderança mais democrática. Contudo, o governo sírio diz apenas que está a combater "terrorista armados" que visam desestabilizar o país.

Porém, com o passar do tempo, esta já deixou de ser uma simples luta pelo poder e passou a atingir aspetos de natureza partidária e religiosa, levando diversos partidos da oposição não só a combater o governo como uns aos outros. Assim, o conflito acabou por se espalhar para a região, atingido também países como Iraque e o Líbano.

Em suma, esta guerra já matou 70 mil pessoas e levou a que mais de um milhão viesse procurar refúgio na Europa. No entanto, alguns países como a Grécia, Áustria e Hungria não estão muito recetivos a receber estas pessoas, instalando-se, assim, uma crise de refugiados.

Afonso 7º B

 

Conhecer Braga (Turismo)

cidadebragaTrabalho realizado por duas alunas, Maria Jorge e Mariana, da Turma B, do 8.º ano, para a disciplina de Geografia, no âmbito do estudo das atividades económicas, nomeadamente o Turismo. Assim, elaboraram este vídeo, que tem como principais objetivos dar a conhecer Braga e promover o turismo na mesma cidade.

Ler Mais ...Conhecer Braga (Turismo)

Português – Turma do 8º A

damaVersos escolhidos

"Só vivemos uma vez, não vivas em vão"
"O tempo voa do berço até ao caixão"
"Minhas medidas na vida não é o mundo que mede"

Estes versos transmitem-nos a ideia de que a vida é única e breve e, por isso, deve ser aproveitada ao máximo.

No primeiro verso, o compositor alerta-nos para a importância de vivermos a vida de forma plena, aproveitando cada momento singular que nos é oferecido.

Por este motivo, devemos apenas preocupar-nos com o que realmente importa.

Como o nosso tempo de existência é muito breve, sugerido no verso "O tempo voa do berço até ao caixão", não devemos desperdiçar os momentos da nossa vida. Esta deve ser vivida com intensidade e com um propósito.

Em suma, devemos viver tomando as nossas decisões e fazendo o nosso próprio caminho, considerando que a última escolha é sempre única e pessoal. Não devem ser os outos a ditar as nossas escolhas!

Música: D.A.M.A. e Gabriel Pensador - Não Faço Questão

 

Francofonia 2016

IMG 20160318 152759No âmbito da Festa da Francofonia 2016, está patente no colégio, de 15 a 24 de março, uma exposição para assinalar esta festividade mundial.

Os alunos do oitavo ano partilham com toda a comunidade seus trabalhos acerca da gastronomia francófona. Foram escolhidas seis especialidades de seis regiões francesas (Bretagne, Centre, Provence-Alpes-Côte d'Azur, Alsace, Lorraine e Midi-Pyrénées) e seis outras especialidades francófonas de outros cantos do mundo (Maroc, Suisse, Belgique, Tunisie, Vietnam e Québec).

Ler Mais ...Francofonia 2016

Um dos jovens vencedores do ‘III Concurso Internacional de escritores lusófonos – La Atrevida’

01Numa noite de verão...

Um suspiro solto vagueia, levado pela gentil brisa, na escuridão de uma noite de verão, carregando com ele os sonhos dos afortunados e lavando as mágoas de quem não as pode mais suster no poço abismal do coração. É nesta doce tristeza que se descobre a alegria, o prazer de sofrer, de amar e de viver. Brisa gentil, fresca e inebriante, para onde carregas tu a consciência do Homem?

Ler Mais... Um dos jovens vencedores do ‘III Concurso Internacional de escritores lusófonos – La Atrevida’

Participação do Colégio no projeto Literacia 3D

literaciaO projeto LITERACIA 3D (desafio nacional dirigido aos alunos dos 2º e 3º ciclos) é uma iniciativa da responsabilidade da Porto Editora que se propõe a contribuir para o de-senvolvimento educativo, pessoal e social dos jovens, ajudando-os a consolidar as aprendizagens e a elevar os níveis de conhecimento num contexto similar ao das avali-ações internacionais através da promoção da literacia e respetiva avaliação em três di-mensões fundamentais do conhecimento: Leitura, Matemática e Ciência. Do Colégio, participaram no projeto os alunos da turma A, do 8º ano, no domínio das Ciências.

Ler Mais ...Participação do Colégio no projeto Literacia 3D

Poema a Santa Teresa

PoemaSantaTeresaPoema escrito pelo Afonso Santiago Nunes Gonçalves, do 7.º A, sobre a vide de Santa Teresa.

Read more: Poema a Santa Teresa

As fases da Adolescência (2016)

12713903 1275372475822916 1021149135 nNo passado dia 11 de fevereiro, no âmbito do Projeto Adolescência, das disciplinas de EMRC e EPS, uma Encarregada de Educação da turma A, do 8.º ano, veio ao Colégio dar a palestra subordinada ao tema "As fases da Adolescência". Destacou as mudanças corporais, hormonais, comportamentais e atitudinais, mais significativas, em cada uma das fases da Adolescência, nos rapazes e nas raparigas.

Também, abordou a gravidez na Adolescência e todas as suas implicações, as doenças sexualmente transmissíveis e a importância dos afetos, das relações responsáveis, do respeito pelo próprio e pelo outro.

Ler Mais ...As fases da Adolescência (2016)

Dia da Europa

20150430 132739No presente ano letivo, o Dia da Europa assinala-se com uma exposição dos trabalhos realizados pelos alunos do 7.º ano, Turmas A e B, na disciplina de Geografia, especificamente o Bilhete de Identidade dos 28 países que na atualidade fazem parte da União Europeia.

Também, está exposto um painel sobre um pouco da história e da geografia da Europa e da União Europeia e informações úteis sobre o Euro.

Ler Mais... Dia da Europa

Corta-Mato Distrital (2016)

12662584 1272156199478111 3953204996434080695 nNo passado dia 4 de fevereiro decorreu mais um Corta-Mato Distrital, nos terrenos anexos À Pista de Atletismo Gémeos Castro, em Guimarães.

Mais uma vez o Colégio Teresiano marcou presença com um grupo de 33 alunos.

Foi uma manhã vivida com grande etusiasmo, com o bom tempo a ajudar à interação entre todos. O apoio foi constante.

Deixamos um agradecimento a todos os participantes pela forma como honraram a camisola que vestiram, quer a nível de forma de estar quer a nível desportivo.

Ler Mais ...Corta-Mato Distrital (2016)

Via Sacra no Bom Jesus

20150320 110052No passado dia 20 de março, os alunos do 7.º ano fizeram uma Via Sacra, no Bom Jesus do Monte, em Braga.

 

 

 

Ler Mais... Via Sacra no Bom Jesus

Saúde na Adolescência

12669172 1268027756557388 389662880 oNo passado dia 28 de janeiro, a aula de Educação Pessoal e Social, da Turma A, do 8.º ano, contou com a presença de um Encarregado de Educação da Turma, que abordou a temática "Saúde na Adolescência".

No âmbito da temática supracitada, foram abordados vários assuntos, tais como o que é a adolescência, a importância da alimentação, da higiene, do sono, da prática desportiva, do sonho e da felicidade, nesta fase da vida humana.

Ler Mais ...Saúde na Adolescência

Cantinho da Ciência

cantinhoUm espaço onde os alunos podem desenvolver atividades extra-curriculares, com principal ênfase numa componente científica experimental. Pretende-se, desta forma, uma maior motivação dos alunos para a temática das ciências.

Ler Mais... Cantinho da Ciência

Desporto(s) e saúde (2016)

No dia 14 de janeiro, a aula de Educação Pessoal e Social da Turma A, do 8.º ano, contou com a presença de um Encarregado de Educação da Turma, que abordou a temática "PART 1452847440145."

Durante a aula, os alunos puderam descobrir a etimologia da palavra desporto, a primeira referência, nas fontes históricas portuguesas, ao jogo da bola, que remonta ao século XVI, no reinado de D. João III, a diferença entre desporto e desportos, a importância da prática do exercício físico, de uma alimentação saudável e do descanso, desde o nascimento até ao fim da vida, entre outros assuntos de igual importância, relacionados com a temática.

A Turma aguarda, com ansiedade, a presença de outros encarregados de educação, ao longo do ano letivo, nas aulas de EPS.

Ler Mais ...Desporto(s) e saúde (2016)

Poemas de Natal

PoemaNatalOs alunos das turmas A e B, do sétimo ano, realizaram uma visita solidária no dia 15 de dezembro do corrente ano. Da parte da manhã, fizeram uma visita guiada ao Regimento de Cavalaria nº. 6, de Braga, onde também assistiram a uma sessão de hipoterapia. Da parte da tarde, visitaram as instalações da Associação da Paralisia Cerebral de Braga, onde puderam contactar com os seus utentes e técnicos e, ainda, partilhar com eles uma dança, poemas e postais alusivos à quadra natalícia.

 

 

 

Ler Mais... Poemas de Natal

Cidades, principais áreas de fixação humana

20160112 110608De 11 a 22 de janeiro, estará patente a exposição dos trabalhos elaborados pelos alunos do 9.º ano, na disciplina de Geografia, sobre as funções e os problemas da cidade de Braga. Os mesmos foram elaborados no âmbito da abordagem do subdomínio "Cidades, principais áreas de fixação humana".

Ler Mais ...Cidades, principais áreas de fixação humana

Dia Nacional da Cultura Científica - 7ºA

IMG 2815Para assinalar o Dia Nacional da Cultura Científica (24 de novembro), os alunos da turma A do 7º ano foram desafiados a inspirar-se e a escrever sobre Física, Química... enfim, sobre Ciências! António Gedeão teve também inspiração e contribui(u) para a divulgação da cultura científica!...

 

 

 

 

 

 

Ler Mais... Dia Nacional da Cultura Científica - 7ºA

Dia do Voluntariado (2015)

dv01No passado dia 4 de dezembro, as turmas do 8.º ano assinalaram o "Dia do Voluntariado" com a atividade – "O rio também é TEU" – orientada pela Engenheira Ângela Pereira, num troço do rio Este, inserido no Projeto Rios, que visa a participação social na conservação dos espaços fluviais, procurando acompanhar os objetivos apresentados na Década da Educação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e contribuir para a implementação da Carta da Terra e da Diretiva Quadro da Água.

Ler Mais ...Dia do Voluntariado (2015)

Dia Nacional da Cultura Científica - 24 de Novembro

Nov 2014 164Os alunos da turma B, do 7.ºano de escolaridade, comemoraram o Dia Nacional da Cultura Científica lendo um poema de António Gedeão, aos colegas das turmas do 3º ciclo e expondo os seus trabalhos sobre as diversas constelações na portaria do Colégio.

Estas atividades foram desenvolvidas na disciplina de Físico-Química.

Read more: Dia Nacional da Cultura Científica - 24 de Novembro

Presépio feito pelos alunos do 8°B

IMG 3434Presépio construído pelos alunos do 8ºB em Educação Vísual.

 

 

Read more: Presépio feito pelos alunos do 8°B

Feirinha de Outono

fotografiaFoto tirada na Feirinha de Outono, organizada pelos Finalistas 2014/15 no passado dia 7 de novembro, em que todos puderam provar a sua proatividade, união e empreendedorismo.

Momentos como este são importantes para exercitar a capacidade de organização e liderança. Estão todos de parabéns!

Read more: Feirinha de Outono

Dia Nacional da Cultura Científica (2015)

dncc02Os alunos da turma B, do 8.ºano de escolaridade, comemoraram o Dia Nacional da Cultura Científica com uma exposição, na portaria do Colégio, sobre diversos modelos moleculares, no âmbito da disciplina de físico-química.

 

Read more: Dia Nacional da Cultura Científica (2015)

Cantinho da Ciência - Ovo Engarrafado

video01

Cantinho da Ciência - Ovo Engarrafado

Ler Mais... Cantinho da Ciência - Ovo Engarrafado

Semana do Voluntariado - 1 a 4 dezembro

CartazVoluntariadoParticipa na semana do Voluntariado de 1 a 4 Dezembro, com vária iniciativas ao longo da semana!

 

Ler Mais ...Semana do Voluntariado - 1 a 4 dezembro

Federação Portuguesa de Voleibol

01Entre os dias os dias 14 e 17 de abril a Federação Portuguesa de Voleibol promoveu um estágio de observação de jovens com caraterísticas morfológicas e desportivas específicas tendo por objetivo a deteção de novos talentos para o Voleibol de Praia. A iniciativa decorreu no Porto sendo os treinos bidiários realizados na Escola Superior de Educação.

Ler Mais... Federação Portuguesa de Voleibol

Dia Internacional da Filosofia (2015)

DSC05144No dia 19 de novembro assinalou-se o Dia Internacional da Filosofia com a palestra subordinada ao tema "À descoberta da Filosofia e da Ética", da responsabilidade de uma encarregada de educação da turma A, do 8.º ano.

 

Ler Mais ...Dia Internacional da Filosofia (2015)

Liga-Te 28 a 31 março

20140330 143227A LIGA_TE(resiana), iniciativa que tem por objetivo promover a aproximação dos três centros educativos portugueses, recorrendo às atividades físicas e desportivas, regressou a casa. A 4ª edição aconteceu este ano em Braga, nos dias 28, 29 e 30 de março. Foi uma atividade muito interessante e todos os participantes viveram este fim de semana com alegria, entusiasmo, e muita emoção. Através desta atividade, é transmitido aos alunos uma perspetiva mais vasta que ultrapassa o âmbito estritamente académico e as atividades de caráter mais rotineiro do dia-a-dia.

Ler Mais... Liga-Te 28 a 31 março